Baia Mare: protesto num colégio depois de a inspecção ter decidido que os alunos não deveriam sair da escola durante os intervalos. Eles querem fumar, diz diretor

Last updated on: Published by: set 0

Houve um protesto espontâneo num colégio em Baia Mare depois de a inspecção Escolar do Condado de Maramures ter dito aos directores e aos pais que os alunos já não pertenciam à escola durante os intervalos. Os representantes do ISJ alegam que houve queixas sobre o tabagismo e até o consumo de drogas e que as medidas tomadas são para a segurança dos estudantes.

O protesto teve lugar no Colégio económico “Nicolae Titulescu” Baia Mare. Os alunos não entraram nas aulas, estando insatisfeitos porque estão proibidos de sair do pátio da escola durante os intervalos, explica a diretora Crina Buda:

“Houve alguns estudantes que ficaram insatisfeitos por não terem podido sair da escola durante o horário escolar devido ao facto de termos fechado as escolas. Não é uma medida para puni-los ou sancioná-los, é uma medida natural para garantir o seu direito à educação. Sei que querem sair do pátio da escola para fumar, não há fumo dentro da escola, nem professores, nem alunos.”

De acordo com a inspecção Escolar do Condado de Maramures, a medida foi tomada em todas as escolas para a segurança dos alunos e, a este respeito, foi discutida com os pais. Mihai Pop, Inspetor Geral da escola

“Em meio a vários incidentes, mas também para trazer normalidade ao sistema, já tivemos duas reuniões com diretores do ensino médio e uma reunião com representantes estudantis. Falámos com eles e a conclusão foi tentar garantir, cumprir os regulamentos, simplesmente fechar o acesso às escolas durante as aulas.”

Os professores fizeram os alunos que protestaram ausentes e se eles violarem os regulamentos escolares novamente, outras medidas serão tomadas.

Além disso, a administração do estabelecimento de ensino conversará novamente com os representantes dos estudantes para descobrir como eles vêem a gestão desta situação.

Related posts